Morador de Cruzeiro é um dos homens mais obesos do Brasil

Record TV esteve na cidade e revelou o drama do cruzeirense para todo o pais

Aos 30 anos, com 1,78m de altura, o ex-estudante de Direito Jorge Luiz Rodrigues Gorgulho, luta contra a balança desde menino. Hoje, um dos homens mais obesos do Brasil, sequer tem noção do seu próprio peso.
Jorge está confinado dentro de casa na Vila Paulista. Mas não é só por causa do novo coronavírus, já que ele faz parte do grupo de risco da covid-19. Jorge se mantém em isolamento forçado há pelo menos cinco anos por outro motivo: a obesidade mórbida.
“Eu sinto que estou preso, mas minha cabeça é muito boa. O meu trabalho, que é consertar celulares, me ajuda muito, me faz voar”, relata Jorge, aposentado por invalidez em razão das limitações físicas.
“Acho que passei dos 300kg, mas estou certo de que perdi peso no último mês”, acredita.
A pedido do Câmera Record, ele toma coragem e resolve tirar esta dúvida. A pesagem aconteceu em uma fábrica perto da casa dele.
Ao subir na balança industrial, Jorge lê a palavra “sobre”, sinal de que está acima dos 300kg. Decepcionado por não saber exatamente o seu peso, desabafa: “Esperava estar mais magro. Isso me deixa para baixo, triste”.
Os repórteres decidem, então, levá-lo até um centro de reciclagem para uma segunda pesagem. Jorge se surpreender com seu próprio peso: 307kg.

OBESIDADE MÓRBIDA LEVA JORGE AO SOFRIMENTO
Dores constantes pelo corpo, dificuldade para caminhar, sono interrompido vários momentos durante a noite. A obesidade mórbida de Jorge Luiz causa sofrimentos físicos e uma reprovação nos olhares que agridem a alma. Há anos Jorge divide o peso do preconceito e outros problemas de saúde ao lado de sua mãe, na Vila Paulista em Cruzeiro.
Sua mãe, aposentada, cuida do filho com o salário e o aluguel de um ponto comercial localizado na rodoviária de Cruzeiro.
Jorge tem um filho de cinco anos, que segundo ele é sua razão de viver e continuar lutando para emagrecer e dar a atenção necessária que a criança precisa.
Em seu depoimento ele conta que tinha uma facilidade em comer coisas que engorda tais como salgados, já que a família tinha essa lanchonete na rodoviária.
O tempo foi passando e seu peso se tornando uma luta diária de sobrevivência, pois teve danos na circulação, bactéria e outros problemas de saúde.
Após conversar com algumas pessoas, Jorge tomou a decisão de gravar um vídeo que viralizou nas redes sociais onde ele conta sua historia e luta para sobreviver.
“Meu sonho é passear com meu filho na praça, ir ao mercado, coisas básicas que muitos homens nem gostam de fazer, para mim sempre foi prazeroso. Acompanhar o crescimento do meu filho, poder brincar com ele, gostaria muito disso, coisas simples”, contou ele.
Jorge Luiz precisa de se internar numa Clinica e toda arrecadação possível poderá ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *