Grupo de artistas revitaliza pontos de ônibus, e locais viram atrativo para turistas em Ubatuba

Grupo Néctar Caiçara leva arte para as ruas do litoral norte. Ideia é criar pequenos pontos para realização de selfies entre turistas e moradores.

Cristiano Vieira Mendes, o Tiano Mendes, levou sua arte para um ponto de ônibus de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, com a ideia de alegrar a espera dos passageiros em tempos de pandemia. Tiano fez um desenho com os personagens dos Simpsons dando as boas-vindas para a cidade. O local já virou ponto para realização de selfies. E essa também era a ideia do artista com o projeto de transformação dos pontos de ônibus do município.
“Vivemos tempos tão difíceis. Então é um gesto de carinho para a minha cidade. Sou filho e neto de caiçara. Tenho muito orgulho. É um presente para levar um pouco de alegria para esse momento de coronavírus”, explica o artista.
A ideia surgiu com o grupo Néctar Caiçara. São cinco artistas da cidade que se uniram para transformar os pontos de ônibus em pontos turísticos. Tiano está com Adriano Arte, Jefferson Guedes, Fernando Viviani e Nanda Ramona. O grupo fez uma vaquinha com apoiadores da arte para a compra de tintas. E o resultado para os primeiros pontos apareceu. Houve a autorização da prefeitura para a realização das pinturas.

PAIXÃO PELA ARTE
Aos 44 anos de idade, Tiano conta que foi “provocado” por um artista de outra cidade, no Facebook, para que fizesse o ponto de ônibus com os Simpsons. A alegria do desenho e toda sua irreverência seriam retratadas desta forma. Ele conta que é como se Os Simpsons fizessem uma visita à cidade de Ubatuba em determinado episódio do desenho.

“Geralmente fizemos pontos com artes que são relacionadas ao mar, aos peixes, à cultura caiçara. Mas nesta foi diferente. Crianças e adultos gostam dos Simpsons. É muito popular, conhecido. Então sabia que ia despertar o interesse para fotos e tudo mais. Lembra aquele episódio dos Simpsons que eles aparecem em Ubatuba? É bem assim”, observou.

O turista Ricardo dos Santos, de São Paulo, aprovou a arte. E aproveitou para fazer uma selfie enquanto esperava a chegada do ônibus. “A gente guarda de recordação, né? Leva a foto pra casa no celular e aí mostra que esteve Ubatuba”, explicou o turista.

Tiano começou a pintar por incentivo do pai, Valdir, que já pintou um parque de diversões em Ubatuba. Começou a desenhar em 1989. Em 2007 se mudou para São Paulo para se formar em artes plásticas. Retornou para abrir o próprio ateliê em Ubatuba e dar aulas de desenho e pintura.
Ainda sobre o ponto dos Simpsons, foram nove dias de trabalho. A retribuição, ele explica, é o sentimento de carinho com a cidade.
“A arte fala com a gente. Nosso grupo passou a pintar os pontos sem interesse comercial nenhum. A retribuição é a doação para a cidade. E também para inspirar outros artistas. Muitas vezes nossos trabalhos ficam escondidos em ateliês. Então ter essa abertura para pintar o ponto de ônibus é uma vitrine muito grande para expor o nosso trabalho”.

“Sei que não é um momento tranquilo para falarmos de ponto turístico, de viagem, nada disso. Mas tenho muita fé que essa pandemia vai passar. E aí quando tudo voltar ao normal, meu sonho é ver todos os pontos de Ubatuba bem inspiradores, todos tirando fotos dos pontos e a nossa arte sendo espalhada por aí”, acrescentou.

(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *