Caso Victória: Família consegue alvará para translado do corpo de Cruzeiro para Mogi das Cruzes

Após quase um ano da morte de Victória Mendes Cardoso, familiares da vítima conseguiram através da justiça o alvará para o traslado do corpo da jovem para a cidade de Mogi das Cruzes. Victória foi brutalmente assassina em Cruzeiro no dia 21 de novembro de 2019.
De acordo com os advogados Paulo R. Oliveira e Gilvan A. Castro, foi expedido pelo juízo de cruzeiro o alvará de remoção e translado, agora somente resta aguardar as tramitações perante os órgãos competentes para que seja agendado a data para a realização do procedimento.

ACUSADO DO ASSASSINATO TEM PRISÃO PREVENTIVA DECRETADA
O acusado de assassinar a jovem Victoria Mendes Cardoso de 19, teve a prisão preventiva decretada. Victória Mendes, que havia desaparecido em Mogi das Cruzes no dia 21 de novembro de 2019 foi encontrada morta na cidade de Cruzeiro. Ela estava grávida e foi jogada ainda com vida de cima da ponte.
O suspeito é o cruzeirense A.B.B.B., 44 anos, que era namorado e vivia com a vítima na época dos fatos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal e pela DIG, no dia 30 de julho na Dutra em Lavrinhas.

RELEMBRE O CASO
O corpo de Victoria Mendes Cardoso foi encontrado enrolado em um edredom, amarrado com fios de cobre, no Rio Batedor, em Cruzeiro, na manhã da quinta-feira (28/11/19). O crime foi registrado como homicídio.
De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o corpo foi encontrado com um ferimento na cabeça. Não havia outros sinais de violência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *