Homem causa confusão e tenta agredir funcionária após ser proibido de comer em padaria de Guará

Na fase laranja do Plano São Paulo, padarias de Guaratinguetá não podem permitir consumo no local.

Um cliente tentou agredir uma funcionária de uma padaria após ser proibido de comer no estabelecimento, que fica no bairro Santa Rita, em Guaratinguetá. As imagens das câmeras de segurança registraram a ação.
O caso ocorreu no último domingo (2), mas o boletim de ocorrência foi registrado na tarde da terça-feira (4). Na fase laranja do Plano São Paulo, Guaratinguetá não permite consumo de alimentos em padarias.
Segundo a dona do estabelecimento, Keila Sampaio, o homem chegou à padaria e pediu um café e um sanduíche. Quando o lanche foi entregue, o cliente abriu para comer, mas foi advertido que devido às restrições impostas pela pandemia do coronavírus, não era permitido consumir produtos no local.

“Ele ficou descontrolado. Jogou o lanche no chão e disse que não queria mais. Quando uma das funcionárias foi explicar que estávamos seguindo o protocolo, ela partiu para cima. Ela está com o braço arranhado, porque teve que segurar o braço dele”, explicou.
O homem foi contido quando um outro cliente o segurou. Depois disso, ele ainda teria dito ofensas raciais a uma das funcionárias. De acordo com o relato feito à Polícia Civil, ele teria dito: “Sai de perto de mim, sua preta, fedida, macaca”.
O homem deixou a padaria, assim que funcionária chamou a polícia e não havia sido localizado até a tarde da terça. O caso foi registrado como injúria na Delegacia da Mulher, que investiga o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *