Justiça mantém prisão de motorista que matou frentista atropelado em Campos do Jordão

Homem de 40 anos permaneceu preso por homicídio doloso e embriaguez ao volante. Ele atropelou e matou frentista ao fugir de posto de combustíveis sem pagar a conta.

A Justiça manteve preso o motorista que atropelou e matou um frentista em Campos do Jordão. O homem passou por audiência de custódia na segunda-feira (4) e permanecerá preso preventivamente pelos crimes de homicídio e embriaguez ao volante.
O homem atropelou e matou o frentista de 36 anos em um posto que fica próximo ao portal de Campos do Jordão no domingo (3). De acordo com a polícia, o homem teria abastecido o veículo e acelerado o carro para fugir sem pagar a conta de R$ 50.
O motorista de 40 anos estava embriagado e ao ser questionado pela vítima sobre como pagaria, acelerou o veículo. O frentista, que segurava a porta do veículo, foi arrastado por cerca de 150 metros e atropelado. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
De acordo com a polícia, após o crime o homem fugiu para sua casa no bairro Britador, mas foi preso. Ao ser abordado disse que não percebeu que tinha atropelado alguém e admitiu ter consumido bebida alcoólica antes de dirigir.
Após a audiência de custódia, o motorista de 40 anos foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Taubaté. A vítima foi enterrada na tarde da segunda-feira (4) em Campos do Jordão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *