Cúpula da PM promete eliminar déficit da corporação na RMVale

Com déficit de 1.000 profissionais da segurança, comando da Polícia Militar promete reforçar efetivo e acabar com os ‘clarões’ na RMVale, região mais violenta de São Paulo

O comando da Polícia Militar promete eliminar os ‘clarões’ no efetivo da corporação nas cidades da RMVale – a região que desde 2010 possui a taxa de homicídios mais alta do estado de São Paulo.
É o que disse o secretário executivo da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, durante visita a São José dos Campos na quarta-feira. De acordo com o Estado, os clarões no efetivo da Polícia Civil também serão preenchidos na região.
A RMVale tem um déficit de ao menos 1.000 profissionais nas polícias Militar e Civil.
Responsável pelo policiamento ostensivo e repressão imediata ao crime, a PM tem ‘clarão’ de 700 homens, equivalente a 20% do efetivo, em torno de 3.400 policiais.
O levantamento foi feito pelo Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo).
“Vamos completar o efetivo, não existe a ideia de aumentar o efetivo, só que todos estão com uma defasagem muito grande. Algumas soluções estão sendo estudadas para ajudar, para este ano, entre novembro e dezembro estão sendo entregues 2.750 policiais civis, vai dar uma melhorada. No caso da PM se formam no final de novembro 2.000 policiais, e já estão em treinamento 3.000 contratados que se formam em maio, em novembro estamos contratando mais 3.000 que vão se formar em novembro do ano que vem”, afirmou o secretário executivo da PM.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o Vale registrou 167 assassinatos no primeiro semestre deste ano, contando homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte). Camilo disse que a crise econômica pode ter afetado o efetivo nos últimos cinco anos.

VERÃO
Entre os meses de novembro e dezembro, o Litoral Norte deve ganhar reforço para a Operação Verão. O número de policiais que irão atuar na região. “Essa região vai receber a Operação Verão no final do ano, será um efetivo a mais que está se formando em novembro, uma boa parte dos 2.000 será destinada a essa região, no retorno da operação esses policiais já serão distribuídos nas vagas existentes”, explicou o secretário.

CAEP DEVE SER INSTALADO NO LITORAL NORTE EM 2020, DIZ SECRETÁRIO EXECUTIVO DA PM
Promessa de campanha do governador João Doria (PSDB), a instalação de um Caep (Companhia de Ações Especiais da Polícia) no Litoral Norte, em Caraguatatuba, ainda está avaliada pelo governo do Estado.
“Está sendo estudado pela polícia a colocação do Caep, até pela distância, então estão em análise em São Paulo. Todos os grandes setores terão Baeps, já nos setores mais afastados terão os Caeps”, afirmou o secretário executivo da Polícia Militar do estado, coronel Álvaro Batista Camilo.
De acordo com comandante da PM no Vale, José Eduardo Stanellis, o Caep do litoral deve ser instalado até o próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *