Falso perito é detido durante ‘carteirada’ para ser atendido em hospital de Campos do Jordão

Ele mostrava um distintivo falso, uma carteira com identificação de policial e usava um simulacro de arma de fogo na cintura. Funcionários desconfiaram e acionaram a polícia. Ele vai responder pelo crime de usurpação de função pública.

Um homem de 25 anos que fingia ser perito foi detido enquanto tentava dar uma ‘carteirada’ para receber atendimento preferencial no pronto socorro de Campos do Jordão na terça-feira (13). Os funcionários desconfiaram das atitudes dele e acionaram a polícia.

De acordo com os trabalhadores, frequentemente o homem se dirigia até o pronto socorro e dizia que precisava ser atendido com prioridade porque estava à serviço. Ele mostrava um distintivo falso, uma carteira com identificação de policial e usava um simulacro de arma de fogo na cintura.

No distintivo e na carteira, constava o cargo ‘Perito Ad-hoc’, que é o nome de um tipo de perito diferente do criminal ou do forense e pode ser exercido por um cidadão, mas somente mediante autorização da Justiça. Ao ser questionado, o homem disse que nenhum juiz havia nomeado ele à função. O cargo não existe na estrutura da Polícia Civil.

À polícia, o suspeito alegou que havia feito um curso de perito judicial, por isso usava o distintivo e a carteira. Sobre o simulacro, ele disse que usava porque gostava de andar com o objeto na cintura.

Ele foi encaminhado para a delegacia, ouvido e liberado. Ele vai responder em liberdade pelo crime de usurpação de função pública. A polícia vai investigar se ele utilizava os itens falsos para se beneficiar em outros locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *